2021 ainda traz alguns desafios, mas o futuro é você quem faz

2021 ainda traz alguns desafios, mas o futuro é você quem faz

Estamos no início de mais um ano. Ao contrário dos anteriores, 2021 chegou com um ar de renovação e esperança diferente. Também pudera: quando entramos em 2020, não sabíamos que iríamos enfrentar nada mais, nada menos que uma pandemia. Empresas de portas cerradas, escolas e academias fechadas e até os templos religiosos foram obrigados a pausar suas atividades presenciais justo no momento em que mais precisávamos de um consolo divino.

A ordem de ficar em casa foi cumprida pela maioria, com exceção daqueles que, por estarem na linha de frente nessa batalha em alguma atividade essencial, dobraram suas jornadas para salvar vidas, garantir a segurança e abastecer as cidades. Fomos pegos de surpresa, jogados em meio ao furacão chamado Covid-19. Em meio a uma crise de saúde, ainda assistimos, extasiados, a politização de uma doença ainda desconhecida da ciência, o revanchismo, a falta de respeito com a coisa pública.

O momento pedia união, mas nossas lideranças políticas reforçaram suas diferenças e 2020 passou arrastado, cheio de incertezas e confusão. Aos poucos, fomos nos adaptando aos novos tempos. A pandemia acelerou algumas tendências, principalmente aquelas voltadas para o uso de tecnologias. Foi graças a ela que a nossa casa virou escritório, escola, academia, palco de eventos e até as instituições religiosas passaram a oferecer suas atividades de forma remota. Os meses foram passando, os governos flexibilizaram o distanciamento social e, aos poucos, as ruas voltaram a ter o movimento de outrora.

Quando o relógio do dia 31 de dezembro de 2020 marcou 23:59, respiramos aliviados: ufa, esse pesadelo vai acabar! Contudo, ainda estamos em meio a uma pandemia e as festas de final de ano e as férias de verão provocaram o aumento do número de casos de Covid-19, preocupando as autoridades do Brasil e do mundo.

Ainda assim, começamos o ano cheio de esperança e planos. Nesse início de mais um ciclo, o desejo de que o pior tenha ficado para trás nos encheu – e ainda enche – de entusiasmo. Quem aproveitou para tirar alguma lição positiva da crise, certamente entrou 2021 determinado a virar a chave.

Sim, olha o tanto de coisa boa que aconteceu! Em meio a crise pandêmica percebemos a necessidade de economizar para ter uma reserva financeira; ficamos mais resilientes; vimos a importância da família e o quanto um simples abraço das pessoas queridas faz falta; entendemos o valor da empatia e também da solidariedade; voltamos a estudar para entender melhor os novos tempos e nos abrimos para as oportunidades e tendências que vieram para ficar, quer você queira ou não.

Portanto, é a hora de colocar tudo isso em prática. Perdeu o emprego, fechou o negócio, trancou a faculdade, pausou aquele plano que, enfim, iria sair do papel? Nem tudo está perdido! Provavelmente, enquanto a vacina não chegar, ainda teremos que conviver com máscaras, com o distanciamento social e aquele abraço vai ficar para depois. Mas te convido a olhar a situação com mais otimismo e arregaçar as mangas. Quer ver as coisas mudarem? Comece você, agora mesmo, a promover essas transformações. Elas acontecem de dentro para fora.

É com este sentimento de renovação, esperança e mudanças que começamos mais uma gestão no Conselho Federal de Administração (CFA). Nós do Sistema CFA/CRAs também amargamos os desafios que a pandemia trouxe. Nos reinventamos, adotamos uma postura austera e pausamos projetos. Entretanto, nossa missão precípua continuou. Ainda que remotamente, continuamos a proteger a sociedade dos maus profissionais.

O ano de 2020 nos deixa um legado de muita dor, mas também de muito aprendizado. O que esperar de 2021, então? Coragem! Pare de olhar para aquilo que ficou para trás: o passado é local de referência e não de permanência. Os profissionais de Administração  têm um ano novinho pela frente. Comecem agora a desenhar o futuro que tanto desejam e contem com o trabalho do CFA para promover a ciência da Administração valorizando as competências profissionais, a sustentabilidade das organizações e o desenvolvimento do país.

 

Adm. Mauro Kreuz
Presidente do Conselho Federal de Administração

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.