You are currently viewing “As empresas são capazes de gerar um impacto muito forte na vida de uma pessoa”

“As empresas são capazes de gerar um impacto muito forte na vida de uma pessoa”

Na tarde da última quarta-feira, o CFAPlay trouxe mais uma palestra, ao vivo, com a administradora e especialista em Gestão de Pessoas, Aleksandra Leite. Com o tema “Invasão Inteligente”, ela falou sobre o uso de ferramentas com inteligência artificial que têm sido parte importante nos setores de Recursos Humanos e ajudado na realização de seleção de currículos e contratações.

Após explicar como essas tecnologias estão atuando na Administração, ela mostrou que a onda tecnológica está modificando vários processos, com mudanças significativas. No entanto, boa parte das questões relacionadas à Gestão de Pessoas ainda conta muito com o humano, até para conseguir analisar os dados.

Promover o engajamento em uma empresa, por exemplo, está mais ligado às características necessárias, a um perfil comportamental determinado para que seja possível entregar o resultado esperado. E esse caminho independe do tempo de existência da empresa, segundo a especialista.

“Produzir engajamento é da mesma forma. O que as pessoas esperam do trabalho e o que você espera delas? Quais são as habilidades que essas pessoas precisam para exercer a função e entregar os resultados que você precisa que elas entreguem? Essas são as primeiras perguntas porque aí você começa a se conectar e a entender essas pessoas como elas funcionam. Tem que conectar pessoas com o seu negócio”, explica.

Aleksandra também lembrou do papel social das empresas na vida das pessoas e mencionou um novo movimento chamado “Empresas que Curam”, originário do livro de mesmo título, de Raj Sisodia e Michael J. Gelb. De acordo com a crítica, a obra mostra aos líderes o caminho a seguir para transformar empresas no maior instrumento de cura dos males da sociedade, ao mesmo tempo que criam riqueza para todos os seus stakeholders.

“As empresas são capazes de gerar um impacto muito forte na vida de uma pessoa. No emocional, no psicológico, até mesmo de proporcionar uma cura quando você dá uma identidade profissional para alguém. Quantas pessoas se encontraram quando encontraram suas profissões? Quanto isso traz de identidade para nós?”, indagou.

Ao ser questionada sobre qual a melhor maneira de se montar um currículo ou driblar a falta de experiência que impede muitas contratações, Aleksandra orientou a ser o mais objetivo possível e a busca por estágios. Outra alternativa seria procurar ou criar oportunidades para exercer os conhecimentos da área pretendida em atividades voluntárias, por exemplo.

Palestrante

Alexsandra Leite é formada em Administração, especialista em Gestão de Pessoas, Treinadora Comportamental DISC, idealizadora e CEO da Plataforma Gestor Performance Tecnologia e Desenvolvimento Humano. É também Master Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching (SBCoaching).

 

Elisa Ventura
Assessoria de Comunicação CFA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.