Conselho Regional de Administração do Tocantins considera importante o funcionamento de empresas júniores como diferencial na formação profissional

Conselho Regional de Administração do Tocantins considera importante o funcionamento de empresas júniores como diferencial na formação profissional

O dinamismo do atual cenário econômico e político, no universo cada vez mais globalizado e conectado, é um dos principais desafios da gestão contemporânea, por isso, a capacitação contínua é fundamental para que sejamos capazes de lidar com as constantes mudanças que nos são impostas. Esta necessidade de capacitação faz com que muitos procurem já na formação acadêmica um diferencial. Na experiência acadêmica, transpor o conhecimento teórico obtido, e buscar maneiras pelas quais ele possa ser aplicado na sociedade de forma prática, pode ser considerado um dos mais importantes desafios da vida universitária.

Outrossim, a empresa júnior aparece como uma aliada à formação profissional, oferecendo um amplo laboratório prático do conhecimento técnico e da gestão empresarial, proporcionando aos estudantes a oportunidade de aprender na prática o que verdadeiramente significa gerir um negócio. E tem um papel muito importante tanto para a formação do acadêmico quanto para a instituição de ensino, pois promove a melhor experiência de mercado aos alunos graduandos na instituição, além de contribuir no perfil profissional. Assim sendo, as EJs cooperam para o desenvolvimento do empreendedorismo em sua região, tornando-se um diferencial na formação profissional ao desenvolver o espírito crítico, analítico, gerencial e empreendedor do aluno. Além de realizar a aproximação de acadêmicos com a realidade do mercado de trabalho e facilita o ingresso de futuros profissionais no mundo dos negócios.

A Empresa Júnior, apoiada pela instituição de ensino, fortalece o vínculo empresa-escola. A instituição que possui uma Empresa Júnior ganha mais visibilidade perante a sociedade e constitui uma forma de divulgação da própria instituição e do curso, se tornando um complemento curricular.

Entretanto, o apoio do Conselho de Classe, como o CRA-TO, e as Instituições de Ensino, é sinequanon para o funcionamento da Empresa Júnior e por conseguinte com a formação do perfil profissional empreendedor e desenvolvimento das organizações.

 

Adm. Francisco Almeida Costa

CIP 01463

Presidente do CRA-TO

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.