You are currently viewing O lado bom que deve ser destacado

O lado bom que deve ser destacado

O ano de 2021 promete esperança, renovação e novas conquistas. Até fevereiro do ano passado, não era possível imaginar que o mundo seria parado por um inimigo invisível, o novo coronavírus.

Passados os primeiros seis meses, o cenário foi assimilado pela população, e tendências positivas surgiram. O uso de novas tecnologias fez com que as casas acomodassem mais uma função, a de escritórios — o trabalho remoto enfim se consolidou — e surgiram alternativas de trabalho e lazer para acalentar os corações brasileiros.

Na área econômica, a população percebeu a necessidade de economizar e criar reservas financeiras. Todos se tornaram de alguma forma mais resilientes, criativos, e novos e antigos valores vieram à tona.

A empatia e a solidariedade afloraram, ao passo que a sede por conhecimento urgia em cada um que buscava entender o contexto atual. Enquanto a vacina ainda não chega para toda a população, a livre iniciativa e as boas ideias prevalecem, enquanto a economia busca novo curso, rumo à sua recuperação.

Ciente da nova realidade, o Sistema CFA/CRAs tenta fazer sua parte oferecendo cursos, conteúdos e notícias de qualidade, em prol da elevação de seus profissionais. Novos produtos estão sendo preparados, de modo a oferecer vantagens àqueles profissionais que sabiamente buscam se registrar nos regionais (CRAs).

Enquanto isso, por meio de sua missão institucional de promover a Ciência da Administração, o CFA oferece a seus profissionais e estudantes conteúdos diferenciados na Revista Brasileira de Administração (RBA). Ela traz temas técnicos, que agregam conhecimento, até opções de entretenimento e temas de conhecimentos gerais.

RBA

Na atual edição da RBA as matérias sobre Plano de NegóciosPlanejamento Financeiro Planejamento de Marketing tiveram como objetivo trazer uma nova direção, sobretudo, àqueles que sentiram dificuldade em manter seus negócios, ou mesmo àqueles que pretendem abrir algum. Tendo como pano de fundo o empreendedorismo, elas servem de orientação a todos que não conhecem o tema ou, ainda, não são familiarizados, como parte de nossos estudantes de Administração.

Tendo em vista o isolamento social, que ainda vigora em boa parte do mundo, e, possivelmente, há mais tempo para reflexão, o poder do hábito é outro dos temas explorados nesta edição. Todo desafio requer novas posturas e mudanças; e criar novas rotinas e costumes, como o de estudar de forma rotineira, pode ser um deles.

Na esfera econômica e tecnológica, o fim do dinheiro físico — em detrimento a novos dispositivos eletrônicos de pagamento — foi alvo de conjecturas de especialistas ouvidos pela revista. Afinal, os meios eletrônicos substituirão todas as outras modalidades de pagamento ou é apenas uma promessa?

Ainda na esteira das transações eletrônicas, a RBA mostrará como a falta de agências bancárias em pequenos e médios municípios fez com que aumentasse consideravelmente a inserção dos bancos digitais — conhecidos popularmente como fintechs — no interior do Brasil. Eles têm arrancado uma fatia considerável da clientela das grandes instituições bancárias (não apenas nos grandes centros urbanos) e encontram entusiastas, sobretudo, entre os mais jovens: os futuros clientes.

No âmbito da tecnologia, buscamos entender, ainda, por que as startups merecem tanta atenção dos investidores, e por que estão entre as empresas mais rentáveis da atualidade. Elas são protagonistas de uma nova era (no Brasil e no mundo) e representam pelo menos 80% das empresas nacionais que se tornaram unicórnio — com valor de mercado de mais de 1 bilhão de dólares.

As oportunidades de negócios são sempre alvo de investigação da RBA. No âmbito das energias renováveis, você descobrirá qual é o potencial energético do Brasil, em termos de geração de eletricidade, e o que o Brasil deixa de ganhar economicamente ao não explorar suas riquezas naturais.

Mesmo diante de tantas mudanças, o dia a dia da Administração também não ficou de fora. Conheça o que significa os termos Mindset e Ikigai. Ambos são realidades no mundo, mas ainda pouco conhecidos, em sua magnitude, no nosso meio profissional.

Igualmente importante, lhes convido a conhecer — também nesta edição — os novos conselheiros federais eleitos para o período 2021 – 2024 e a nova diretoria para o biênio 2021 – 2022. Também aproveito o ensejo para agradecer pelo voto de confiança dado a mim e meu vice-presidente, Rogério Ramos, em virtude de nossa reeleição por unanimidade, e reafirmamos nosso compromisso com a fiscalização (business core do Sistema CFA/CRAs), com a transparência como um todo, com os estímulos à educação continuada, empreendedorismo e fortalecimento da gestão compartilhada.

Agora sente, relaxe, e aproveite esta edição feita com muito carinho para você, caro leitor.

Adm. Mauro Kreuz – presidente do CFA (CRA-SP nº 85872)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.